Home / Dicas Oxplen / Quanto Tempo Minha Restauração Pode Durar?

Quanto Tempo Minha Restauração Pode Durar?

Você já se perguntou quanto tempo dura uma restauração?

Não pensamos muito nisso enquanto estamos utilizando nossos dentes de maneira indolor e eficiente.

Mas quando coisas simples, como beber água ou mastigar um alimento começam a gerar desconforto, nos sentimos tomados pelo sentimento de consultar um dentista.

O dente natural tem um mecanismo de defesa resistente e complexo contra a cárie e doença gengival, porém, se o agente agressor não for removido ou controlado, o dente acaba falhando.

Nesse artigo eu vou citar as principais variáveis que afetam o tempo de vida útil de uma restauração.

Quais as razões que levam um dente a receber um tratamento restaurador?

Várias ações podem gerar problemas na estrutura do esmalte dental, dentre elas: alta ingestão de açúcar e sucos cítricos, higiene oral deficiente, etc.

A dieta ácida, por exemplo, tem o poder de corroer a estrutura do esmalte dental e enfraquecer a união do agente adesivo com o dente.

Alguns hábitos parafuncionais, como ranger e apertar os dentes durante o sono, também podem levar um indivíduo a necessitar de trocas mais frequentes das suas restaurações.

Essas forças excessivas ocasionarão desgastes prematuros, produzindo trincas e fraturas nos dentes e restaurações, encurtando a vida útil dos procedimentos.

Qual a influência dos materiais restauradores no tempo de vida útil das restaurações?

Hoje em dia, trabalhamos com restaurações estéticas adesivas que copiam a cor dos dentes, substituindo as restaurações que fazíamos no passado, as quais eram prateadas e feitas com amálgama.

Quando trabalhamos com a técnica adesiva, realizamos o preparo da cavidade, aplicamos o adesivo na estrutura dental e, sobre ele, colocamos o material restaurador.

Então, o adesivo vai ser o elo de ligação, unindo dente e restauração.

É nesse ponto que, na grande maioria das vezes, ocorrem as falhas.

Logo, precisamos ter um controle rigoroso na qualidade dos materiais e equipamentos utilizados, de modo a otimizar a duração dessas restaurações.

A maioria das falhas nos procedimentos restauradores ocorrem por fracasso na adesão entre dente e restauração, o que leva essa última a se soltar.

Como a técnica restauradora realizada por um bom profissional tem influência na longevidade dos procedimentos restauradores?

A restauração adesiva é muito sensível a técnica, que envolve vários passos e necessita, também, de um controle rigoroso de umidade.

Qualquer erro na realização do procedimento poderá encurtar em muito o tempo de vida das restaurações.

Por isso, durante a execução dos procedimentos, utilizamos uma borracha especial que cobre os dentes para o controle total da saliva.

Isso faz parte da boa prática da técnica operatória.

De nada adianta o uso das melhores tintas e dos melhores pincéis para pintar um quadro, se não há o domínio da técnica.

Nesse caso, achar um bom profissional faz toda a diferença.

Como saber se encontrei o profissional certo?

Um bom profissional lhe dará uma aula sobre como cuidar dos seus dentes e lhe falará sobre a importância de consultas regulares para que mais nenhum procedimento restaurador seja necessário.

A região do dente restaurada tem impacto na duração de tempo das restaurações?

Sim, e esse é outro ponto importante.

No processo de restauração, o material adesivo pode ser aderido em partes diferentes do dente, como no esmalte, na dentina (que fica abaixo do esmalte), ou na área da raiz do dente.

Em cada uma dessas superfícies a adesão irá comportar-se de maneira diferente, com os melhores resultados sendo obtidos quando as margens da restauração estiverem em esmalte.

Como as consultas preventivas podem alterar a longevidade das restaurações?

Consultas preventivas irão garantir vida longa para as restaurações e dentes naturais.

Mesmo com todo o avanço em equipamentos e produtos de última geração na área odontológica, nenhum procedimento garante a longevidade que um dente natural apresenta.

Um procedimento restaurador realizado por um profissional de excelência, com bons materiais, pode durar entre 10 e 20 anos.

É um prazo de validade considerado muito bom, você não acha?

Mas quando comparamos esse tempo com um dente bem cuidado, que pode durar 80, 90, 100 anos, ou mais, sua opinião continua a mesma?

Por isso, os congressos nacionais e internacionais de odontologia têm dado cada vez mais importância às medidas de prevenção, como a profilaxia.

É extremamente mais barato prevenir do que realizar tratamentos restauradores.

A profilaxia é o que há de mais básico e, ao mesmo tempo, fundamental em qualquer tratamento odontológico.

Sobre Oxplen

Veja também

Clareamento Dental – Dúvidas sobre o Procedimento

Os artigos científicos sobre clareamento dental têm aumentado de forma exponencial e derrubado muitos mitos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
error

Se gostou do nosso Blog, compartilhe-o e siga a Oxplen nas redes sociais 🙂

Instagram