WeCreativez WhatsApp Support
Nossa Equipe está aqui para responder às suas perguntas.
Como podemos lhe ajudar hoje?
Implandontia 2018-08-12T13:58:30+00:00

Sucesso é a satisfação do paciente. Assim, alguns dos clientes apenas querem mastigar melhor, outros querem falar melhor, outros querem um sorriso mais belo, ou seja, o sucesso é relativo aos anseios do paciente.

Entretanto o profissional deseja atingir o maior grau de perfeição possível para que atenda não só os anseios de seu cliente, más também os seus próprios anseios, o que lhe proporcionara satisfação pessoal.

Entender a normalidade e os parâmetros periodontais é o primeiro passo no diagnóstico e na determinação de previsibilidade de resultados, afinal a reabilitação oral com implantes deve ter o aspecto visual semelhante aos dentes naturais.

Atualmente o dente condenado é extraído e o implante é colocado no mesmo momento junto com o provisório e aguarda-se 3 meses para a cicatrização do tecido ósseo e gengival (remodelamento) para a colocação da prótese cerâmica.
Para a realização de implantes, será necessária a realização de um bom exame clínico. Exames radiográficos e tomográficos, fotografias, modelos de gesso para estudo do caso serão solicitados. Feito esse planejamento um guia cirúrgico para definir a posição da colocação exata do implante será confeccionado.

Os estudos atuais mostram que a posição correta do implante dentro da estrutura óssea é fator chave para o sucesso à longo prazo desse procedimento.

Na região anterior que envolve estética no sorriso, outro fator chave para o sucesso é o planejamento na forma de se fazer a exodontia do dente condenado. Aliás, grande parte dos estudos mais recentes tem tratado desse tema tão importante.

Outros fatores importantes para o sucesso no planejamento de um implante dizem respeito a:

» Como a biologia responde à exodontia (extração do dente). Após a extração do dente existe uma perda considerável de osso em altura e largura nas paredes ósseas ao redor da raiz extraída nos 3 primeiros meses. Por isso a importância de se fazer um planejamento criterioso para que se faça a extração e colocação do implante no mesmo ato cirúrgico, evitando essa perda óssea futura se forem feitos em tempos distintos;

» Conceito de exodontia. Hoje o que se propõe é uma exodontia (extração) sem a necessidade de corte gengival para reduzir a perda de suprimento sanguíneo e com isso evitar uma perda significativa de osso.

» Desenho da estrutura do implante para a preservação do osso. Atualmente tem se utilizado implantes cada vez mais finos e com superfície de rugosidade até o topo e com conexão ser interna.

» Posição do implante. Esse talvez seja um dos fatores mais importantes para o sucesso à longo prazo dos implantes. Um erro comum que se praticava até certo tempo atrás, principalmente na região de dentes anteriores, era colocar o implante no mesmo local onde estava a raiz do dente extraído, o que implicava em um implante muito projetado e sem osso em sua face mais anterior. Atualmente com os exames tomográficos é possível definir a posição exata para a colocação desse implante e construir a partir dai um guia cirúrgico que permitira ao profissional no momento da cirurgia reproduzir a posição tridimensional exata para a instalação do implante.

» Técnicas adicionais (enxerto ósseo, regeração óssea guiada e enxerto de tecido conjuntivo). As técnicas adicionais deverão ser planejadas à partir do estudo do caso para permitir não só o sucesso do implante más também o sucesso da estética da prótese de porcelana que será instalada sobre esse implante.

Falar que se trabalha com a marca A, B ou C de implante, seja ela nacional ou importada não garantira o sucesso na realização do procedimento.

Para que se execute e se tenha sucesso a médio e longo prazo nos procedimentos de implante, é necessário o entendimento e o controle das inúmeras variáveis desse processo e o estudo contínuo, pois novas pesquisas vem mudando em ritmo acelerado o modo de entendimento sobre esse tipo de tratamento.